Proline - Pensando Bem Proline Facebook
setinha



Notícias > Como transportar seu cachorro no carro de maneira segura

Como transportar seu cachorro no carro de maneira segura



Como transportar seu cachorro no carro de maneira segura


É muito importante transportar seu pet de maneira segura quando ele for andar de carro, pensando na integridade física não só dele, como também dos que estão em volta dentro e fora do veículo.

Quando os animais ficam soltos dentro do veículo, uma série de situações podem acontecer: eles podem se ferir gravemente se o carro entrar em uma colisão ou se o condutor frear bruscamente; eles podem causar involuntariamente um acidente ao se movimentarem perto do condutor, tirando sua atenção; alguns potenciais acidentes podem acontecer com o cachorro envolvendo a janela ou porta, etc.

Sabendo desse perigo, o nosso código de trânsito prevê penalidades com infração média e grave para as pessoas que não transportam corretamente seus cães.
Por todos esses motivos, listamos as melhores formas que hoje são oferecidas pelo mercado pet para o transporte seguro de animais.

Caixa de transporte
Porte: Todos os cães poderão ser transportados com a caixa.

A caixa de transporte especial para cães é uma ótima maneira de manter seu pet seguro. Antes de realmente utilizar a caixa pela primeira vez, é sempre ideal acostumar o cão, antes do passeio e de forma gradativa, para que esse não seja um motivo a mais de estresse.

Uma vez que a caixa estiver no carro no banco traseiro, coloque o cão dentro e feche a portinha. Para que a caixa esteja bem segura, sem perigo de deslocamento em caso de uma freada mais brusca, o tutor pode tanto afastar para trás o banco do passageiro, assim prendendo a caixa entre os bancos da frente e o de trás, como também prender a caixa com o cinto de segurança.

A caixa precisa ser grande o suficiente para o animal se movimentar, podendo levantar, dar uma volta e se acomodar.

Recomendamos colocar um tapete higienico no chão da caixa para que, caso aconteça algum acidente com as necessidades, elas sejam absorvidas.

Dependendo do tempo que o animal ficará na caixa, um comedouro e bebedouro portátil pode ser anexado na caixa.

No caso de cães de porte grande ou gigante, como o Dogue Alemão ou o Mastife, a caixa de transporte deles provavelmente não caberá no banco traseiro de um carro popular e, se couber, irá obstruir a visão do condutor da rua.

Uma solução é chamar um Taxi Pet, que terá um espaço dentro do veículo que é apropriado para o cão. Ainda assim, o cão será transportado na caixa.

O preço da caixa varia de acordo com o tamanho, material e marca. Existem caixas especiais com o material Microban, que tem ação antibacteriana, unindo a alta durabilidade e segurança com a proteção contra bactérias.

Cinto de segurança peitoral
Porte: Pequeno, médio e grande.

Existem peitorais específicos para o transporte de cães em carros de todos os tamanhos e modelos. O peitoral é preso com um adaptador na fivela do cinto e permite que o animal tenha um pouco mais de liberdade no banco traseiro.

É uma opção normalmente escolhida para cães de porte médio e grande.

Por causa da ergonomia do próprio peitoral, o tranco é distribuído de uma forma nivelada no corpo do cão.

Não esquecer de adaptar o tamanho da alça para não deixá-la frouxa demais, para que o animal não caia atrás do banco.

Os preços do peitoral variam muito de acordo com o material utilizado. Materiais mais resistentes e acolchoados serão mais caros, porém valem a pena para oferecer maior conforto e segurança ao cão.

Assento cadeirinha
Porte: Pequeno, até 10 quilos.

O assento cadeirinha é uma opção para os tutores que não querem usar o peitoral ou caixa. É muito bom para cães pequenos e pode ser uma alternativa ao peitoral, para que eles não fiquem muito soltos no banco de trás.

Ele é facilmente encaixado no banco, tem fivela de regulagem e é compatível com o cinto de segurança.

Eles são normalmente adaptáveis a qualquer carro, sao dobráveis e fáceis de guardar.

Para cães que se sentem confinados e desconfortáveis na caixa, o assento dá mais liberdade.

Por serem feitas de material acolchoado, são confortáveis, porém mais caros.

Fonte: portaldodog.com.br
Por: Samantha Kellya
(Foto: portaldodog.com.br)

Mais Notícias


Nossa especialidade: desenvolver o que há de mais saudável em alimentos para cães.
copyright © 2016 - prolinepet.com.br