Proline - Pensando Bem Proline Facebook
setinha



Dicas > Saúde e conforto na fase sênior do seu cachorro

Saúde e conforto na fase sênior do seu cachorro



Saúde e conforto na fase sênior do seu cachorro


Quem já assistiu Marley e Eu com certeza já se emocionou, principalmente na fase em que o Labrador fica mais velho e começa a sofrer com as consequências da “terceira idade”. Com o avanço da Medicina Veterinária no tratamento de diversas doenças, temos a proeza de conviver mais tempo com nossos pets. Porém, há uma classificação aceita para o cão entrar na fase geriátrica:

• Cães pequenos (9kg) = 9 a 13 anos
• Cães médios (9,5 a 22,6kg) = 9 a 11,5 anos
• Cães grandes (23 a 40,8kg) = 7,5 a 10,5 anos
• Cães gigantes (40,8kg) = 6 a 9 anos

Algumas doenças relacionadas as articulações, problemas de pele e respiratórios, distúrbios hormonais, tumores, são ocorrentes na fase geriátrica dos cães.

Estudos da Conferência Norte Americana de Veterinária apontam mudanças comportamentais em relação a animais jovens, conforme dados abaixo:

Agressividade contra pessoas: ANIMAIS JOVENS (53%) - ANIMAIS IDOSOS (27%)
Agressividade com outros animais: ANIMAIS JOVENS (7%) - ANIMAIS IDOSOS (5%)
Crise de ansiedade por separação: ANIMAIS JOVENS (5%) - ANIMAIS IDOSOS (29%)
Aumento de fobias: ANIMAIS JOVENS (5%) - ANIMAIS IDOSOS (16%)

A agressividade pode resultar da diminuição da produção dos hormônios da Tireóide. O aumento do sono e da ansiedade se dá devido a perda dos sentidos como: audição, olfato e visão.

Para combater e amenizar tais transtornos é importante:

1. Ter consciência das condições relacionadas à sua saúde. Animais com doenças terminais e degenerativas devem receber todo cuidado recomendado.
2. Contar com veterinário de confiança, que auxiliará para escolha de medicamentos no tratamento de cães idosos.
3. Fornecer alimentos de qualidade e estimular a tomar água na quantidade necessária. Nesta fase os animais tendem a não ingerir água suficiente, o que pode causar distúrbios intestinais.

Se seu animal apresentar algum comportamento abaixo, procure a orientação do médico veterinário, se possível especialista em geriatria, que irá dar o suporte necessário.

• Desorientação ou confusão, como não saber retornar para dentro da casa, após sair para o quintal.
• Mudança na interação com seus donos, exemplo permanecer mais tempo sozinho ou não responder quando chamado.
• Dormir mais que o necessário, ou não conseguir dormir e ficar andando por muito tempo durante a noite.
• Crise de ansiedade por separação do dono, resultando na destruição de objetos.
• Agressividade aumentada com pessoas.

Observe seu pet com mais atenção neste período de vida, toda atenção e carinho resultará em uma longevidade saudável e, garantia de mais tempo com seu melhor amigo.

NOTA: PROCURE SEMPRE A ORIENTAÇÃO DO SEU VETERINÁRIO.

Equipe Pro Line

Mais Dicas


Nossa especialidade: desenvolver o que há de mais saudável em alimentos para cães.
copyright © 2016 - prolinepet.com.br