Pesquisadores descobriram que os gatos são os únicos mamíferos que não possuem a capacidade de sentir o sabor doce, o açúcar (ou possuem esta capacidade muito limitada).

Apesar de serem fofinhos e carinhosos, os gatos ainda têm muito neles que foi herdado dos tempos selvagens. Os felinos domésticos ainda são bastante parecidos com os silvestres.

É na base, ponta e lados da língua que estão as papilas responsáveis por permitir que os felinos percebam e sintam o gosto dos alimentos. Porém estas papilas são diferentes das nossas (humanos) e não identificam o sabor doce.

Por não identificarem o sabor doce e não gostarem muito do amargo, os felinos tornaram-se grandes apreciadores e especialistas em identificar o odor, a textura e o sabor do salgado

Por isso, muitas vezes ouvimos alguém próximo falar que o seu gato é “enjoado” e só come o que quer. Isso acontece porque eles são muito mais sensíveis do que os outros animais quanto à qualidade da comida.

Vale lembrar que, por não possuírem a capacidade de detectar o sabor doce, os gatos podem também não possuir algumas funções relacionadas a digestão desses açucares (e carboidratos) e por isso, o organismo não sabe como tratar adequadamente esta fonte de nutriente. Isso pode causar uma série de doenças e complicações na saúde do seu felino, como por exemplo, a diabetes.

Portanto, se o seu gato gosta de sorvetes e outras sobremesas, pode ser devido ao fato de existirem outros constituintes neles mais chamativos, como o leite. É sugerido também que alguns gatos possam ter uma propensão a gostarem de alimentos com uma quantidade muito grande de carboidratos doces, devido a mutações em certos genes, mas isso é raro.

Ainda existem algumas controvérsias nesta área, mas uma coisa é certa: os gatos são animais que preferem proteínas e gorduras em sua dieta.